Água e o valor da vida é tema de palestra no Sion

11140011_10153409584933598_8736606671839442175_n

No dia 04 de agosto, os alunos do 8º ano do Colégio Nossa Senhora do Sion abriram com chave de ouro o trabalho para Mostra Cultural de 2015, com uma palestra inaugural com Sim Soon Hock, fundador e diretor do Instituto Ad Lumen.

O tema da palestra foi “Água e o valor da vida”. Nela, o palestrante enfatizou quatro pontos importantes que podemos aprender ao observar a água em nosso processo de vida:

1) Vigor (É capaz de se adaptar ao ambiente e fluir, transpondo obstáculos)

2) União (É capaz de se juntar em grandes e pequenos rios, formar lagos e oceanos, acumulando a força da natureza na terra)

3) Pureza (Pode limpar toda a sujeira e é capaz de se autopurificar)

4) Humildade (Não compete, é humilde e obediente, completando sua missão até que retorne ao mar)

12039355_10153409584048598_5001925724794483939_n

Imagem2

11935093_1643262479284895_7458122497951617477_n

Foto: Site Colégio Sion

Share Button

Caminhada da Sabedoria no Parque da Cidade

10259870_818644811516497_5215699370041859505_n

No dia 22 de março comemora-se o Dia Mundial da Água e, por conta disso, Jundiaí recebeu um novo evento em 2015: a Caminhada da Sabedoria, organizada pelo Instituto Ad Lumen no Parque da Cidade. “A ideia surgiu com um grupo de amigos, que viram na data uma oportunidade de refletir sobre o que podemos aprender com a água”, afirma Lilian Saturnino Tvardovskas, uma das organizadoras.

Ao observar a natureza, é possível entender o que podemos aprender com ela. “A maioria das pessoas leva uma vida muito agitada, estamos sempre correndo contra o tempo e, com isso, parece que estamos nos esquecendo da nossa natureza humana, é por isso que precisamos parar e prestar mais atenção nos pequenos detalhes, que parecem insignificantes, mas que são importantes”, completa Vanessa Peres.

A chuva chegou poucos minutos depois do início da caminhada e o pessoal se manteve firme em seu propósito: compartilhar, aprender e se flexibilizar diante das novas situações que a vida nos coloca! Separamos uma grande galeria de fotos, pois foi difícil escolher as que ficaram melhores! ;)

Segundo Lilian, a filosofia oriental costuma fazer analogias entre a natureza e a vida prática. “Quem olha para um rio ou uma cachoeira, por exemplo, vê ali um princípio: a água está sempre indo para baixo, isso nos mostra um dos aspectos positivos da água: ela é humilde”, explica. Além disso, ao colocarmos a água em um copo, ela toma a forma dele, ou seja, a água é flexível e se adapta facilmente.

Características como flexibilidade, adaptabilidade e humildade são inerentes à água. “Quisemos proporcionar uma oportunidade de autorreflexão: afinal, será que no meu dia-a-dia, na relação com as pessoas, dentro de casa e no trabalho, eu consigo ser flexível e ao invés de criar conflitos, ajo como a água e busco encontrar novos caminhos?”, enfatiza Vanessa.

No final da caminhada, os participantes desfrutaram de um momento de confraternização, com um pique-nique e música. ;)

De acordo com os organizadores, cerca de cinquenta pessoas vestiram a ideia do evento, adquirindo uma camiseta personalizada, que foi vendida a preço de custo para a caminhada. “Fizemos as camisetas para inspirar as pessoas, mas ela não foi um item obrigatório para participar! Com ou sem camiseta, o mais importante foi poder estar junto na mesma intenção de aprender e compartilhar.”

 

Share Button